Imprensa | Saiba mais

Acreditamos que a “abertura à sociedade” é necessária e urgente, a intervenção da Maçonaria na sociedade peca por tardia.

A Maçonaria tem tido ao longo dos tempos, um problema de comunicação. E esse problema afeta diretamente não só a forma como a organização é olhada pelos seus diferentes públicos mas também a forma como todos os Maçons são tratados fora da organização.

Entendemos que este é um problema real e que temos de melhorar a nossa imagem junto da sociedade.
Em Portugal, tal como sucede nos Estados Unidos, na Grã-Bretanha ou no Brasil, temos de criar condições, para que ser Maçon seja algo positivamente valorado, pela sociedade.

A Maçonaria e os Maçons devem servir a sociedade, devem fazer parte da resolução dos problemas.
A Maçonaria teve, ao longo da história, um papel essencial no avanço da humanidade, na liberdade dos povos e na melhoria das condições de vida das pessoas.
É essencial preservar esse rumo pois a Maçonaria continua a fazer sentido enquanto caminho de aperfeiçoamento individual, partilha de vivências e contributo para a melhoria da vida em comunidade. Nesse sentido, importa que a Maçonaria seja uma escola de valores e princípios e uma academia de liderança. Um espaço de liberdade, de pensamento, de debate e inovação, de criação de projetos que contribuam para a melhoria da sociedade.

A Maçonaria é das poucas instituições ilegalizada por quase todos os regimes totalitários. A Maçonaria é das poucas instituições que, durante 300 anos, sempre assumiu o combate pela liberdade e pela melhoria das condições de vida da comunidade.

  • Contactos para Imprensa

Gabinete de Imprensa

                   [email protected]

img